O que são variações linguísticas? Veja exemplos

O que são variações linguísticas? Veja exemplos

Os idiomas são conhecidos por serem versáteis, dinâmicos e sensíveis a diversos fatores, como a região geográfica, o sexo, a idade, a classe social do falante e o grau de formalidade do contexto. Essas características dão origem às variações linguísticas.

Apesar de presenciarmos em nosso dia a dia, você sabe realmente o que são as variações linguísticas?

Pensando em responder a essa pergunta, no artigo de hoje falaremos mais sobre esse fenômeno linguístico, listando também alguns exemplos. Confira!

Saiba o que são variações linguísticas

O que são variações linguísticas? Veja exemplos

Basicamente, podemos dizer que a variação linguística é um fenômeno natural. O seu surgimento se deve à diversificação dos sistemas de uma língua em relação às possibilidades de mudança de seus elementos, como vocabulários, pronúncia, morfologia e sintaxe.

Ou seja, a variação linguística explica de que forma indivíduos que compartilham a mesma língua têm diferentes formas de utilizá-la, oralmente ou de maneira escrita.

A importância das variações está intimamente ligada ao fato de que elas são elementos históricos, capazes de formar identidades e de manter estruturas de poder.

Tipos de variações linguísticas

Variação regional

A variação linguística regional é aquela que demonstra a diferença entre as falas dos habitantes de diferentes regiões do país. Por exemplo, os falantes da Bahia possuem uma forma diferente de se comunicar em relação à fala de pessoas que nasceram e cresceram em São Paulo ou Minas Gerais.

Confira agora alguns exemplos de variações linguísticas regionais:

Pão francês: No sul é chamado de cacetinho, no Rio de Janeiro de pão de sal, no Ceará de carioquinha, na região norte carequinha e pão aguado no interior do nordeste.

Mandioca: No sul acostumou-se a dizer aipim; no nordeste, macaxeira.

Abóbora: Em algumas regiões é conhecida como jerimum, em outras como moranga.

Existem muitos outros exemplos de variações regionais, como a palavra gelinho, que pode ser conhecida também como sacolé, chup chup, geladinho ou dimdim.

Variedades sociais

Já as variedades linguísticas sociais possuem diferenças em nível fonológico e morfossintático.

A nível fonológico, um exemplo é falar “prantar” em vez de “plantar”; já a nível morfossintático, um exemplo é dizer “dez real” em vez de “dez reais, ou dizer “eu truci” no lugar de “eu trouxe”.

Variedades estilísticas

As variedades linguísticas estão ligadas às mudanças da língua de acordo com o grau de formalidade.

Isto é, a forma como nos comunicamos pode variar entre uma linguagem formal ou uma linguagem informal, de acordo com cada ocasião.

A linguagem formal é comum em reuniões, palestras, entrevistas de emprego, entre outras situações em que a fala mais “refinada” é recomendável.

Já a linguagem informal é usada para uma comunicação mais leve e descompromissada, como reuniões familiares, encontro com amigos, papos casuais em aplicativos de mensagem, etc.

Gíria e Jargão

A gíria é uma linguagem utilizada por um determinado grupo social, fazendo com que se diferencie dos demais falantes da língua. A gíria é normalmente relacionada à linguagem de grupos específicos, especialmente de jovens (skatistas, surfistas, rappers, etc.).

O jargão é, em geral, relacionado à linguagem de grupos profissionais (professores, médicos, advogados).

Gostou do artigo sobre o que são variações linguísticas? Então, acompanhe o blog da Brazil Translations para ler mais conteúdo como este. Até a próxima!

2 comentários em “O que são variações linguísticas? Veja exemplos”

  1. Pingback: Entenda como funciona a tabela de preços da tradução juramentada – Principal

  2. Pingback: Descubra quais são as línguas originadas do latim – Principal

Comentários estão fechados.