Saiba mais sobre o documento mais traduzido do mundo: Declaração Universal dos Direitos Humanos

Saiba mais sobre o documento mais traduzido do mundo: Declaração Universal dos Direitos Humanos

Conheça a importância da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o documento mais traduzido

A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), que completará 75 anos em 10 de dezembro de 2023, foi escrita em 1948, após a 2.ª guerra mundial. Trata-se de um documento adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 10 de dezembro de 1948, que estabelece os direitos e liberdades fundamentais de todos os seres humanos. 

Vale dizer que a Declaração Universal dos Direitos Humanos é considerada uma das mais importantes conquistas da humanidade, sendo a base para a proteção e promoção dos direitos humanos em todo o planeta.

Conheça melhor a DUDH

A Declaração Universal dos Direitos Humanos inclui 30 artigos que estabelecem os direitos humanos básicos, incluindo a igualdade perante a lei, a liberdade de expressão e de religião, o direito à educação e ao trabalho, o direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal, entre outros.

Ela é considerada um marco importante na luta pela proteção e promoção dos direitos humanos em todo o planeta.

O documento foi aprovado durante a 3.ª sessão  da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas , na qual foi apresentada para aprovação dos países presentes, que representavam a comunidade global na ocasião. 

No total, foram 48 votos a favor, 0 contra e 8 abstenções.

Veja alguns dos países signatários e seus votos sobre a DUDH:

  1. África do Sul — abstenção 
  2. Arábia Saudita  — abstenção
  3. Austrália — a favor
  4. Bélgica — a favor
  5. República Socialista Soviética da Bielorrússia — abstenção 
  6. Chile — a favor
  7. China — a favor
  8. Cuba — a favor
  9. Egito — a favor
  10. Estados Unidos — a favor
  11. França — a favor
  12. Filipinas — a favor
  13. Índia — a favor
  14. Irã — a favor
  15. Líbano — a favor
  16. Iugoslávia — abstenção 
  17. Panamá — a favor
  18. Polônia — abstenção 
  19. Reino Unido — a favor
  20. Ucrânia — abstenção 
  21. União das Repúblicas Socialistas Soviéticas — URSS — abstenção 
  22. Uruguai — a favor
  23. Tchecoslováquia — abstenção

A tradução da Declaração Universal dos Direitos Humanos

A Declaração Universal dos Direitos Humanos é uma das mais traduzidas e conhecidas publicações no mundo, sendo traduzida para mais de 500 línguas. 

Estamos falando de um documento histórico, que inspirou até mesmo a elaboração de outros documentos internacionais e sistemas.

Na Constituição brasileira de 1946, por exemplo, os direitos fundamentais já eram consignados, mas é na Carta de 1988 (conhecida como Constituição Cidadã ou Carta Magna brasileira) que se assinala a “prevalência dos direitos humanos”.

Logo, a Declaração Universal dos Direitos Humanos e sua tradução interferiu diretamente na política de diferentes países, estabelecendo uma série de referências ligadas aos direitos humanos. 

Em suma, o fato de ser um dos documentos mais importantes da humanidade nas últimas décadas explica o porquê a DUDH foi tão adaptada. 

Gostou de saber mais sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos e sua tradução? Então, acompanhe o blog da Brazil Translations para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

5 comentários em “Saiba mais sobre o documento mais traduzido do mundo: Declaração Universal dos Direitos Humanos”

  1. Pingback: Visto para Inglaterra: veja como solicitar o seu

  2. Pingback: Aprenda como funciona o intercâmbio

  3. Pingback: Os desafios da tradução literária

  4. Pingback: O que é necessário para viajar para a Europa?

  5. Pingback: autoevakuators

Comentários estão fechados.