Reabertura dos Estados Unidos para estrangeiros vacinados: entenda mais

Recentemente, foi anunciado pelo governo do presidente Joe Biden que os Estados Unidos vão suspender todas as restrições de viagens internacionais, a partir de novembro, para estrangeiros que estiverem com o esquema vacinal completo contra a Covid-19.

Além de apresentar comprovante de vacinação, quem viajar para os Estados Unidos deverá fazer obrigatoriamente o teste da doença em até três dias antes do embarque. Além disso, o uso da máscara durante a viagem será imprescindível, conforme informou Jeff Zients, coordenador de combate à pandemia da Casa Branca.

Entenda mais sobre a reabertura para estrangeiros nos EUA

A Casa Branca informou que a medida entrará em vigor a partir do início de novembro, como forma de agradar parceiros comerciais, principalmente os europeus. Afinal, os países do velho continente estavam incomodados por terem aberto suas fronteiras aos americanos vacinados e não ter havido recíproca. 

Estados Unidos para estrangeiros vacinados

O governo americano, porém, não especificou quais vacinas serão reconhecidas para a entrada nos Estados Unidos. Thierry Breton, comissário europeu para o mercado interno, confirmou que a nova ordem abrange as vacinas reconhecidas pela  FDA (Agência Reguladora de Alimentos e Medicamentos) , que são: Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson (Janssen).

A reabertura dos Estados Unidos vale para todos os países, inclusive o Brasil, e substitui o atual sistema que restringe o voo de estrangeiros de determinados países. 

E se eu tomei outra vacina, o que fazer?

A princípio, somente as pessoas imunizadas com as vacinas listadas (Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson) poderão entrar em território estadunidense. 

Apesar de a FDA não ter aprovado a vacina AstraZeneca, aplicada em muitos países europeus e no Brasil, há uma esperança e otimismo de que ela seja aceita nos EUA.

No que se refere à liberação de pessoas que se imunizaram com outras vacinas, como a Coronavac, não há ainda um parecer oficial por parte do governo dos EUA. 

Reação do mercado à notícia

A Comissão Europeia foi uma das entidades que comemoraram o anúncio dos EUA, definindo essa medida como algo longamente aguardada por famílias e amigos que estão distantes. Além disso, trata-se, também, de uma boa notícia para as empresas, já que pode ser o início de uma recuperação robusta e duradoura da economia dos EUA.

Atualmente, apenas os cidadãos americanos, os residentes e os estrangeiros com vistos especiais podem ingressar nos Estados Unidos vindos da maioria dos países europeus.

Tradução do comprovante de vacinação, como fazer?

Como mencionado, ao entrar nos EUA, você terá que apresentar obrigatoriamente o comprovante de vacinação (com esquema vacinal completo). Contudo, você deverá traduzi-lo para que tenha validade. 

O Certificado de Vacinação Covid-19 pode ser solicitado e baixado digitalmente em português, inglês e espanhol no site do Conecte SUS

Esse documento emitido pelo governo brasileiro tem como função comprovar legalmente que o esquema de vacinação foi concluído, fornecendo também informações como a data da vacina, fabricante, o número do agente vacinador, lote e estabelecimento de saúde em que foi aplicada a dose.

Em alguns casos, dependendo do país que deseja entrar, inclusive os EUA, já que ainda não foram divulgadas todas as informações para o ingresso de estrangeiros, pode ser que seja preciso realizar uma tradução juramentada do comprovante de vacinação. Nesse caso, a Brazil Translations pode ajudá-lo, realizando esse tipo de serviço com precisão e profissionalismo.

Dê agora o primeiro passo para traduzir seu comprovante de forma juramentada para o idioma que precisa. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Brazil Translations para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

Este post tem 2 comentários

Comentários encerrados.