Qual é o espanhol certo para traduzir?

Qual é o espanhol certo para traduzir?

Saiba qual tipo de espanhol usar para uma tradução eficiente e profissional

O espanhol é uma das línguas mais faladas no planeta, com mais de 538 milhões de falantes em todo o mundo – isto sem incluir as pessoas que têm esse idioma como segunda língua. Logo, com uma quantidade tão grande de pessoas falando uma mesma língua em diferentes países, naturalmente surgiram “diferentes espanhóis”. 

Assim como ocorre com o inglês britânico e o inglês estadunidense, há diferenças também entre o espanhol falado em países de diferentes partes do mundo, como Argentina, Espanha, Equador e México, por exemplo.

As diferenças do espanhol falado em cada um desses países se manifestam em diversos aspectos, desde a entonação das palavras até características culturais que influenciam no idioma.

Por conta de tudo isso, uma questão vem à tona: existe um espanhol certo para traduzir?

A resposta varia bastante de acordo com o que você busca, mas saiba que não existe um espanhol tido como mais adequado. 

Diferenças do espanhol

Vamos a um exemplo prático: na Espanha, por exemplo, palavras com a “LL”, que no espanhol é considerada uma letra só, são pronunciadas com o “LH” do português brasileiro. Em contrapartida, em países como Chile, Argentina e Uruguai, a pronúncia corresponde ao som de “J”.

Qual é o espanhol certo para traduzir?

Além dessas questões de pronúncias, há inúmeras terminologias que cada país utiliza para dizer a mesma coisa, como a palavra “ônibus”, que no Chile é chamado de “liebre” e, em Cuba, de “guagua”.

Por conta dessas diferenças é que surgiu o espanhol neutro, uma tipo de espanhol criado pelo mundo corporativo a fim de diminuir os regionalismos e permitir que os conteúdos fossem facilmente compreendidos pelo maior número possível de pessoas. 

Porém, o espanhol neutro é a melhor opção?

Afinal, qual espanhol escolher para traduzir?

Agora que conhece mais sobre as diferenças do espanhol no mundo todo e seu modo neutro, chegou o momento de responder à pergunta deste artigo: qual é o espanhol certo para traduzir? 

Saiba, portanto, que não existe uma resposta certa, uma vez que o espanhol ideal para tradução varia de acordo com cada caso. 

Isso porque o ideal é, em toda e qualquer tradução, adaptar um idioma para outro de forma precisa, respeitando aspectos sociais, culturais, políticos e gramaticais. 

Isto é, se você deseja traduzir para o espanhol um documento e tem como público-alvo uma filial na Argentina, por exemplo, o seu espanhol deve ser preferencialmente focado nas características do espanhol falado na Argentina. 

Ou seja, o espanhol ideal varia de acordo com o público com que deseja se comunicar

Por outro lado, optar pelo espanhol neutro não é uma das melhores opções, por ser algo mais genérico, que não se comunica precisamente com o público que deseja.

O espanhol neutro é mais aceitável para materiais com uma linguagem mais técnica, como é o caso de manuais e outros conteúdos em que a neutralidade de regionalismos não causará um impacto tão grande.  

Porém, se o objetivo do seu conteúdo for cativar e se comunicar de maneira mais eficiente e personalizada, opte pelo espanhol correspondente ao público que deseja alcançar

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Brazil Translations para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

2 comentários em “Qual é o espanhol certo para traduzir?”

  1. Pingback: Como entrar em novos mercados e conseguir novos clientes – Principal

  2. Pingback: Por que você deve fugir do “menor preço” quando se trata da tradução – Principal

Comentários estão fechados.