O tradutor nativo é a melhor opção para traduzir?

Saiba se realmente o tradutor nativo é uma opção mais confiável que o tradutor brasileiro

No âmbito da tradução, existem algumas afirmações muito comuns, como é o caso do tradutor nativo, que, para muitos, é uma opção mais confiável. Afinal, trata-se de uma pessoa que fala fluentemente sua língua materna e, em tese, deve traduzir de maneira mais eficiente e precisa. Contudo, essa é uma afirmação que tem fundamento?

Tenha em mente que o tradutor nativo NÃO é melhor – ou até mesmo pior – que um tradutor brasileiro. O fato de uma pessoa ser fluente em um idioma, no caso o nativo, não garante que ela tenha a capacidade de atuar como um tradutor profissional. 

Isso porque o tradutor deve não apenas ser fluente, como também deve possuir uma série de outras valências, as quais você confere a seguir. 

Conhecimento linguístico

Todos nós brasileiros falamos português, não é mesmo? Contudo, são todos que possuem o conhecimento técnico da língua? 

Isto é, será que todos os brasileiros conhecem profundamente a gramática da língua portuguesa? Com certeza não. 

Essa mesma lógica serve para pessoas de outros países. Ou seja, não é qualquer francês, por exemplo, que tem a capacidade de atuar como tradutor, apenas pelo fato de saber se comunicar em francês. 

O tradutor, seja ele um nativo ou não, deve ser especializado na área e carregar consigo vasta experiência nos idiomas envolvidos na tradução, conhecendo aspectos linguísticos vitais para um conteúdo preciso. 

Além da gramática

Além da parte gramatical, que é fundamental para um serviço de tradução, um tradutor deve possuir conhecimento em outras áreas. 

Na prática, portanto, um tradutor precisa conhecer a terminologia das áreas específicas em que atua, ter bom conhecimento acerca de aspectos culturais, sociais e políticos dos idiomas envolvidos e muito mais. 

Em outras palavras, o tradutor precisa ser polivalente e possuir conhecimento em outras áreas, não ficando somente restrito à parte gramatical. 

É importante que o tradutor tenha esse tipo de conhecimento pelo fato de que, se um profissional tiver apenas grande conhecimento gramatical dos idiomas envolvidos, teremos uma tradução extremamente literal e pouco criativa. 

É preciso, portanto, que um profissional esteja preparado para traduzir de forma condizente com o sentido original, deixando de lado a literalidade da adaptação linguística.

Opte por um tradutor qualificado!

Resumidamente, lembre-se de que o importante é a capacidade e o conhecimento do tradutor, não o fato dele ter nascido em outro país. Existem profissionais brasileiros altamente capacitados e prontos para traduzir com extrema precisão.

Caso queira encontrar um profissional bom e qualificado, a dica é escolher uma empresa renomada, experiente e competente, como é o caso da Brazil Translations. Dessa forma, você tem a certeza de que a tradução será feita da melhor maneira possível e por profissionais à altura do serviço.

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Brazil Translations e fique por dentro das novidades no mundo da tradução.

Este post tem 2 comentários

Comentários encerrados.