Campanhas publicitárias arruinadas por uma má tradução

Conheça alguns casos em que a má tradução comprometeu campanhas publicitárias de grandes marcas

A tradução no marketing tem um papel fundamental em nosso mundo globalizado e cada vez mais integrado, uma vez que através dela mais pessoas possuem acesso a conteúdos feitos originalmente para um nicho específico. Contudo, o que acontece quando campanhas publicitárias são mal traduzidas? 

As campanhas publicitárias são consideradas um conjunto de anúncios e estratégias dentro de um único planejamento, visando atender as necessidades e demandas de um determinado anunciante. Quando uma campanha é mal traduzida, todo o trabalho é colocado em “cheque”, o que pode ter um efeito contrário. 

Ou seja, em vez de gerar valor à marca e aos produtos/serviços; cria-se, na verdade, uma imagem negativa, o que não é muito bom, não é mesmo? 

Pensando nisso, listaremos algumas das campanhas publicitárias que foram arruinadas por uma má tradução. Confira! 

KFC 

Muitas marcas, quando encontram um slogan forte e que fica na mente das pessoas, buscam replicá-lo em campanhas em outros países. 

Algumas empresas sequer traduzem os slogans; outras, em contrapartida, fazem uma adaptação idiomática literal. 

Contudo, a literalidade quando envolve idiomas e campanhas publicitárias nem sempre dá certo, como aconteceu com o KFC. 

A famosa empresa conhecida pelos seus frangos empanados teve muito êxito com seu slogan “It’s finger licking good”, que pode ser traduzido como Bom de lamber os dedos”. 

Contudo, ao explorar o slogan no mercado chinês, optou-se por uma tradução literal. A campanha publicitária da marca não levou em conta que, no Oriente, não se utiliza as mesmas expressões e frases de efeito vistas no Ocidente. 

Com isso, os chineses não perceberam o sentido por trás da frase. Logo, começaram a se questionar por que uma rede de restaurantes os convidava a comer e lamber seus dedos. 

Qual o sentido? A empresa ficou sem frango?

Portanto, a má tradução arruinou por completo a ação publicitária da marca no mercado chinês. 

American Airlines

A famosa companhia aérea americana também teve que lidar com uma campanha publicitária má traduzida para outro mercado. 

Em uma de suas ações publicitárias, a American Airlines equipou seus aviões com bancos de couro. Com isso, lançou prontamente uma campanha com slogan “Fly in leather“ (Voe em couro).

Com o sucesso, a marca decidiu manter o slogan em suas campanhas publicitárias no México, traduzido ao espanhol como “Vuela en cueros”. 

Todavia, a empresa não percebeu que no país latino a campanha, na verdade, convidava as pessoas a voarem pelados nos seus novos bancos. 

Ou seja, a campanha ficou um pouco vulgar e sugestiva, certo? 

Electrolux

A Electrolux decidiu apostar em um slogan que era muito bom em seu país de origem: “Quando se trata de sugar sujeira, ninguém o faz melhor do que nós”.

Mas, quando a empresa escandinava decidiu adaptar o slogan para o mercado estadunidense, houve um erro que ninguém percebeu.

O slogan escolhido para a promoção da marca nos Estados Unidos foi “Nothing sucks like an Electrolux”. Porém, na linguagem popular dos EUA, seria algo como escutar  “Não tem nada pior do que uma Electrolux”. 

Então, como diz o ditado popular, parece que o “tiro saiu pela culatra”.

A importância de uma boa tradução para evitar campanhas publicitárias arruinadas por uma má tradução

Conhecendo essas campanhas publicitárias arruinadas por uma má tradução, com certeza fica mais fácil perceber a importância de uma precisa e profissional adaptação linguística. 

Gostou do artigo? Então, acompanhe o blog da Brazil Translations para ler mais conteúdo como este. Até a próxima! 

Este post tem um comentário

Comentários encerrados.